segunda-feira, julho 21, 2008

Quem sou eu?


Acabei de ler o meu perfil do blog e me deparei com a seguinte frase:

"Anomalia sistêmica procurando adequar-se ao meio ou alguém destinado a destruir o artificial afim de liberar a naturalidade intríseca no homem"

Engraçado como esquecemos o que falamos e como é bom escrever e ser exortado por aquilo que um dia proferimos.

Quem sou eu?

Quem é você?

Você é uma anomalia neste mundo-cão, tendo se adequar á uma realidade que não é sua, um lugar que não é mais o seu habitat ou é alguém destinado a destruir a artificialidade, da "comunhão" da "verdade" e do "amor", afim de liberar a essência a VERDADEIRA natureza do homem, aquela que foi soprada em nós no Édem??


Quem somos nós? QUEM SOMOS NÓS??


Eu preciso saber, você precisa saber... Mas ainda: ELE precisa saber, pra que naquele dia não ouçamos: "Apartai-vos de mim pois EU NÃO VOS CONHEÇO"


Quem é você? Diga agora, olhe pra você com sinceridade* e diga quem é você.

Quem nós temos sido?

Díscipulos? Cristãos? Sacerdotes? Reconciliadores? Filhos?

O gemido da criação me diz que ainda não somos o que dizemos que somos.

A salvação não é o fim de nossa caminhada, mas é propiciação pra que possamos cumprir o propósito eterno de Deus.


Só quem reconhece andar em trevas irá ao Reino de maravilhosa Luz, só os que se vêem nus serão cobertos com novas vestes...


Chega de máscaras, pois pra Ele nada está oculto. NADA!


*Sinceridade tem sua raiz etimologica no grego e sigficava sem cera, os gregos em suas peças teatrais usavam máscaras e por suas vez esses atores mascarados eram chamados de ipocrisis de onde deriva outra palavra: hipócrita)


(...)


Saparada é o Amor: O Espírito da Verdade habita em nós.

Ocorreu um erro neste gadget